sábado, 3 de novembro de 2012

Meu Número!

Estava lendo o blog umbigo roxo e percebi que desde os meus 19, 20 anos não tenho mais um top top de homens famosos.

Por isso, ao invés de mandar um email para a Marcela, estou postando aqui, minha lista-resposta ao post dela. ^^

 Top Internacional:









1-Danny Masterson: paixão desde a época do That 70's show, as vezes aparece em um ou outro filme e ainda está perfeito.


 2-Kyan Douglas: Do Queer eye for a street gay, tudo que eu acho que um homem bonito tem, ele tem, o rosto, cor, cabelo, os olhos...



3-Justin Kimberlake: Desde os cabelos cacheados da época do N'Sinc, fofo na época, lindo agora.

4-Alejandro Sanz: nada mais que um belo latino, até sorrir. ui!

5-Aidan Gillen: Fazia o Queer as a folk inglês, era lindo, usava pouca roupa na série, e tem sotaque inglês. Só fui ver que não está envelhecendo tão bem como os outros ontem, na internet. Mas assistiria de novo o seriado hoje.

 6-Antonio Banderas: Clássico.

Top Nacional:

 1-Murilo Benicio: não é por causa de novela, nem assisto, meu tipo e só.

2-Antonio Fagundes: outro Antonio, outro clássico.

3-Alexandre Borges: Quando não fica magrelo demais, tudo de bom.

4-Flávio de Souza: O tio Dudu do Lucas Silva e Silva.






sexta-feira, 8 de julho de 2011

testando


domingo, 26 de junho de 2011

Breve

Me irrita quanto mal um fanático religioso pode fazer a mim,
e depois pedir perdão...
...a Deus.

quinta-feira, 6 de maio de 2010


A Viagem.


Todo o dia volto do trabalho pelo ônibus Brás, ele sai do centro de guarulhos, passa pela penha, e chega no tatuapé, onde eu desço. Ontem, peguei o Brás para voltar, como sempre, e sentada lá no fundo ouvi alguém falando com o cobrador um pouco aflito: Esse ônibus faz o mesmo caminho do penha? ele entra em tal rua? ele vai virar ali? por aqui? por cá?...


O cobrador (que em outros dias estaria dormindo) respondia calmamente cada pergunta da voz alta com sotaque nordestino. Eu achei normal, devia ser um sujeito que sempre pega outro caminho, e queria garantir que ia chegar onde queria. Já na Penha, derrepente entramos em uma rua errada, o cobrador pára o trânsito, agente faz a volte, voltamos ao caminho correto. -"Então o caminho é diferente do penha..."


O perdido era o motorista, que continuou atormentando o cobrador rua por rua.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Aprendendo a Jejuar.




Atrás de mim, uma mulher religiosa "monologava" para outra:

-Tem que acreditar em Deus, meu pastor ensinou como resolver seus problemas... Tem que jejuar, porque Deus não gosta de comida.Sabe quando você está na cama a noite, e não consegue dormir? Tem que jejuar para melhorar!

A outra mulher não dava muita atenção, só fazia uns ãhans, tentando desconversar. Mas a religiosa , não percebeu que ela queria se livrar dela, apenas achou que ela não entendia muito bem o assunto e quis esclarecer:

-Sabe como faz o jejum? É simples, se você estiver cheia de problemas,e já for umas duas horas da manhã levanta da cama, vai para cozinha e tome um copo de leite, depois você consegue voltar a dormir.

CULPA



-Come filho, come!
Seu prato está cheio, come um pouco!

-Já disse, não estou com fome!

-Você sabia que tem gente no mundo que morre de fome?
Que daria tudo para ter um prato cheio como o seu para comer?

-Não eu não sabia disso pai...

_ Mas é verdade, e você aí sem comer nada. Não se sente culpado?

{breve silêncio}

-Você sabia pai, que tem gente no mundo morrendo de fome,
que daria tudo para ter um prato cheio como o meu?

-Sim filho, acabei de te dizer isso.

-E o você não se sente culpado de ter desperdiçado comida
enchendo o prato, mesmo eu avisando antes, que não iria comer?

CELSO, O ESPELHO QUE REFLETIA. (sim, é um trocadilho)



Celso era um espelho de corpo inteiro, de moldura grossa e entalhada de mógno, que morava na casa de uma família muito normal, daquelas cheia de gente diferente.
Assim que saiu da fábrica ele foi para uma loja de materiais de construção, e lá se sentia muito bem, não era apenas um dos espelhos mais caros, como também um dos mais bonitos.As pessoas passavam e diziam:
-Olha só que espelho bonito!e Celso de orgulho refletia...Mas ninguém queria comprá-lo, ou podia compra-lo, seu preço era altíssimo, e os compradores saim assim, com espelho mais simplezinho.Lindas mulheres passavam na frente de Celso, e flertavam com ele, faziam pose,viravam de costas, Celso se derretia.
Um dia um casal não muito jovem (mas com muito dinheiro) olhou, olhou e acabou comprando ele.
Celso assim que foi comprado da loja, foi levado e pendurado no banheiro do segundo andar, ele se sentia um rei, naquele banheiro todo de porcelanato, banheira e até bidê. Assim que foi pendurado na parede, ele estufou o peito:
-Não vou fazer feio, como o bom espelho que sou, vou refletir melhor do quê ninguém!
E assim fez, nas esprimidas de espinhas do menino, nas mil trocas de roupas da menina, na encolhida de barriga do senhor, nas puxadas de pelanca da senhora, Celso refletia tudo como ninguém.
Dizia o menino pela manhã:
-Quantas espinhas, quantos cravos!Assim,ela nunca vai ligar pra mim, meus colegas não vão párar de me azucrinar...
Dizia a menina:
-Não há academia que dê conta, eu precisava de uma lipo, e por uns 250 mls de silicone, meu cabelo está horrivel...
Dizia o senhor:
-Esta barriguinha não estava aqui ontem, será que estou comendo demais?Ah, não! Estão nascendo pêlos nas minhas orelhas...
Dizia a senhora:
_Estou velha, estou cada dia mais velha, olheriras, papadas...
E era assim Celso um dia percebeu que por melhor que refletisse, sua vida seria sempre ouvir reclamações, a não ser que, ele teve uma idéia:
-Chega de mostrar a verdade, vou mostrar a eles oque eles realmente querem ver!
E foi isso que ele fez, começou a mentir. Refletiu o garoto como um galã, a menina com um corpo de capa de revista, tirou mais de dez anos da imagem do casal. Todos ficaram muito contentes, Celso achou que tivera a melhor idéia de todas, se todos os espelhos refletissem como ele, as pessoas seriam mais felizes!
Mas a alegria durou pouco, logo a família se deu conta que oque o espelho mostrava não podia ser verdade. O espelho está quebrado, com defeito, ou sei lá...
Tiraram ele do banheiro e foram até a loja trocar, trocaram por um espelho que mostrava todos seus defeitos, assim como Celso fazia antes.
E Celso ficou na loja, esperando ser vendido denovo (agora com 50% de desconto).

Racismo




Realmente não acredito muito no conceito de raças, apesar de aprender ainda no

primário, sobre brancos, negros, vermelhos e amarelos, acho que como já disse em

outro post, que misturamos tanto quê, somos todos vira-latas.
Eu tive amigas japonesas sem mistura e brincava dizendo que eram de raça como um

gato siamês. Um oriental raramente se ofende de ser chamado como tal, eles costumam

ter uma cultura forte, muito bonita, comidas gostosas e doces, doces nem tanto.
Já os negros que vieram pra cá contra vontade, são no geral, mais revoltos a

referências a seu tom de pele.

Um dia estava no hospital, e vi uma menina de uns 9 anos, linda, de trancinhas,

traços de boneca, se fosse loira, eu diria: "que loirinha linda!" se fosse

japonesa: "que japonezinha linda" como era negra, segurei o elogio: "que negrinha

linda?" Posso falar assim? E se a mãe se ofendesse, a menina, as pessoas em volta,

engoli o elogio, deixei passar porque, não consegui montar uma frase politicamente

correta o suficiente.

Adoro cores, gosto de ficar vendo gatos amarelos, brancos, cinzas, pretos,

coloridos, pessoas também, não consigo não parar para ver quando passa um ruivo,

acho eles tão bonitos e diferentes, com sardas e cabelos cor-de-laranja, um luxo da

nossa espécie.

Ontem fiquei sabendo que a aluna nova da sala do meu filho é cafusa, fiquei

admirada, quero ver um cafuso ao vivo, fora da minha cartilha.
estava lendo ontem sobre os albinos da África, como são perseguidos, às vezes

mortos e usados como amuleto. Pensei que justo na África, de onde veio uma das

"raças" que mais sofrem preconceitos, mas ora, vendo a foto, um albino lá é tão

diferente, tão chamativo, mais do que um ruivo por aqui. Ser diferente dá muito

trabalho, e ser igual a todo mundo é um tédio.

Nem ia escrever esse post, porque achei que pode não ser um bom assunto, mas fui

premiada com o fato de que quase ninguém lê isso aqui, rs.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Mar de Rosas



Hoje fui no mercado com o Emerson e com o Angelo. Na volta passamos perto do rio, que tem aquele peculiar cheiro de ovo.

As janelas estavam abertas e nós três estávamos quietos, quando o cheiro entrou no carro, eu e o Emerson torcemos o nariz, mas o Angelo lá de sua cadeirinha no banco de trás exclamou:
- Que cheiro bom!

Cheirei de novo, olhei para o Emerson, que cheiro bom?! Passamos por uma churrascaria? Lanchonete? Boticário? Não. Era do rio mesmo que ele estava falando! Ele adora ovo de qualquer jeito, frito, cozido, mexido. E ele ainda não sabia que o rio também cheirava a ovo.

Tentei explicar, dizendo que a única coisa que pode cheirar a ovo e ser boa é ovo mesmo, assim como queijo, nada que cheire a queijo fora ele mesmo, cheira bem. Isso serve para ovo, queijo e peixe!

Nunca tinha reparado que até o olfato precisa ser ensinado.

Agora a noite fiquei pensando em outros cheiros que me deixam confusas também. Como uma ilusão de ótica olfativa, devido a semelhança, trauma ou pura loucura. Estão aí alguns:

Beterraba/Ferrugem : Sangue

Esfiha de carne com limão: CC

Cebola: Infecção.

Manteiga / Margarina / Queijo: Chulé.

Jornal : gato ou cachorro encardido.

Amendoim : Unha.

Fumaça de caminhão : Panettone.


E só para finalizar um comentário que faço questão usar nesse post: - Eca!

terça-feira, 3 de março de 2009

Olha aí!



Em um dos meus últimos posts comentei que falta fazia um caderno de perguntas que pudéssemos montar na Internet. Pois bem, agora pouco achei um banner que deixa vc fazer um quiz com perguntas e respostas sobre vc para mandar para seus amigos. Não é bem o que eu tinha falado, mas tá quase lá. Fiz o meu, e quem puder ver e/ou responder eu agradeço.

http://www.xisde.com.br/xD/campregher/1/
9 perguntas
http://www.xisde.com.br/xD/campregher/2/
9 perguntas